Site oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Seminário capacita policiais para grandes eventos esportivos

O evento foi realizado na Acadepol

12/7/2011 -

Entre os dias 12, 13 e 14 de julho, foi realizado o seminário “Gestão da Ordem Pública em Torneios Internacionais de Futebol”, que tem como objetivo de alinhar o trabalho dos órgãos de segurança com os demais departamentos municipais, estaduais e federais envolvidos na realização de grandes eventos. O evento, realizado pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, aconteceu na Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol) e teve o apoio do Centro de Estudos Pesquisas e Atualização em Direito (CEPAD),  do Sindicato de Hotéis Bares e Restaurantes (SindRio), do Complexo Educacional Damásio de Jesus e do Consulado Geral dos Países Baixos.

O seminário faz parte do “Projeto Pensamento e Reflexão”, iniciado em 2009 em comemoração ao centenário da Acadepol. Na Academia, foi montada uma estrutura especial, idealizada para garantir aos participantes a sensação de estar diante de um grande torneio de futebol. Na entrada da Acadepol foi criado um túnel cercado por aparelhos de televisão que exibem imagens com sensações de torcedores durante partidas de futebol.

Especialistas foram convidados para participarem do evento, com o objetivo de formar os operadores de segurança no relacionamento com a imprensa especializada, com os torcedores e organizadores dos eventos, respeitando as questões culturais e sociais dos países participantes, preparando-os para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. O seminário teve como debatedores o comentarista de segurança pública da TV Globo, Rodrigo Pimentel, do jornalista da Rádio CBN, Robson Aldir, o jornalista da TV Globo Alex Escobar, o subchefe administrativo Sérgio Caldas, entre outras autoridades, além da presença dos presidentes dos principais clubes cariocas de futebol.

Na abertura do evento, a Chefe de Polícia Martha Rocha ressaltou a importância do mesmo: “Nós temos muito a aprender com o esporte. O esporte é uma competição, mas essa competição pede que cada um melhore, se qualifique mais para vencer. Ela não é, necessariamente, uma rivalidade, um confronto. Uma frase que eu queria destacar é a de quando se diz que chegou a nossa vez. E acho que chegou sim, a vez das forças policiais, das forças de segurança pública, se organizarem para esse evento. Eu digo sempre que o que nós vamos aprender hoje ele tem que ser utilizado . Nós temos que sair daqui, ao final desses dias, mais qualificados, mais preparados. E não precisamos esperar 2014 chegar para utilizar todos esses conhecimentos. É importante dizer que esse evento não começou hoje. Ao longo dessa trajetória vem sido construído um momento que, com certeza, vai ser um momento de vitória em particular para o povo do estado do Rio de Janeiro e que bom que nós, Polícia Civil, Polícia Militar e todas as outras forças vamos estar juntas na realização de um evento que vai ficar marcado na história desse país e, em particular, na historia da Polícia Civil”.

Além da chefe de Polícia, participaram da mesa de abertura do evento a diretora da Acadepol, delegada Jéssica Oliveira, o desembargador Antônio Jayme Boente, o cônsul da Holanda, Niels Van Dam, o professor holandês, Otto Adang, a professora Jacqueline Diniz, e o tenente coronel do Corpo de Bombeiros, Igor Cunha.

Palestrantes:

Professor Otto Adang: reconhecido internacionalmente por seu trabalho como encarregado na Cátedra de Manutenção da Ordem Pública na Academia Holandesa de Polícia; cientista de conduta interessado em agressão, reconciliação e comportamento coletivo, especificamente no meio em que os indivíduos regulam conflitos e tensão social; especialista que estuda o fenômeno do hooliganismo no futebol e o comportamento das multidões.

Professora Jacqueline Muniz: mestre em Antropologia Social e doutora em Ciência Política; professora adjunta do Programa de Mestrado em Direito da Universidadendido Mendes e pesquisadoras do Grupo de Estudos estratégicos da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Professor Talvane de Moraes: perito criminal e psiquiatra forense; doutor e livre docente em psiquiatria pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro; professor de Psiquiatria Forense e Medicina Legal na Escola da Magistratura do Rio de Janeiro; médico legista e titular da Associação Brasileira de Medicina Legal; dirigiu o Departamento Geral de Polícia Técnica da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, bem como o Instituto Médico Legal da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Professora Roberta Duboc Pedrinha: advogada, doutoranda em Sociologia Criminal na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, também doutoranda em Direito Penal na Universidade de Buenos Aires; coordenadora da pós-graduação em Ciências Criminais da Universidadendido Mendes; professora concursada de Criminologia do Ministério da Justiça. Roberta é pós-graduada em Criminologia pela Universidade de Havana e mestre em Ciências Penais.

Professor Bernardo Buarque de Holanda: doutor em História Social da Cultura pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro,  pesquisador do Centro de Pesquisas e Documentação de História Contemporânea do Brasil pela Fundação Getúlio Vargas. É autor dos livros: O clube como vontade e representação: o jornalismo esportivo e A formação das torcidas organizadas de futebol do Rio de Janeiro.

Professora Sabrina Evangelista Medeiros: graduada em História Social e doutora em Ciência Política; professora adjunta da Escola de Guerra Naval da Marinha do Brasil com experiência na aera de Ciência Política e ênfase em Relações Internacionais, Bilaterais e Multilaterais, atuando nos temas: reputação, cooperação, conflitos e gerenciamento de crise, integração e cooperação.

Clique para ver outras imagens



..:: Voltar ::..

Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro - 2009 - Rua da Relação, 42 - Centro - Rio de Janeiro

Central de Atendimento ao Cidadão - tels.:(21)2334-8823 / 2334-8835 / Chat: https://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br.