Site oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Cinco presos e dois caça-níqueis apreendidas no centro do Rio

A ação aconteceu nesta quarta-feira

24/5/2012 - Miziara

Duas máquinas caça-níqueis acondicionadas em maletas executivas foram apreendidas e cinco pessoas presas durante ação realizada, nesta quarta-feira (23/05), por policiais da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), no centro do Rio.

Em um estabelecimento comercial, situado na Rua Senador Pompeu, nº 169, Centro, os agentes encontraram duas máquinas caça níqueis fechadas em formas de malas executivas, não estando em funcionamento no momento. Uma cozinheira que estava no local foi conduzida à especializada, onde prestou declarações apontando os nomes de seus patrões e foi posta em liberdade.

Na Rua Lélio Gama, também no centro do Rio, as apontadoras Amanda Regina Rodrigues de Rezende e Vanessa Fonseca Lima foram encontradas fazendo anotações de jogo do bicho. Com elas foram arrecadados blocos de apostas, além de uma bolsa com farto material usado na prática da contravenção, como blocos de apostas, caderno com anotações de resultados, pules e o valor de 441 reais. Ambas foram presas em flagrante e responderão por contravenção do jogo do bicho, crime contra a economia popular e formação de quadrilha. Cada uma já possuía uma anotação pela prática do jogo do bicho.

 

Em seguida, os agentes na Rua Senador Dantas, próximo ao nº 117, foi detido Hercules Santos de Souza que, na ocasião, encontrava-se sentado em uma cadeira, portando farto material usado na prática do jogo do bicho, além de 70 reais. Contra ele havia três anotações pela prática da contravenção. Hercules foi autuado em flagrante e também responderá por contravenção do jogo do bicho, crime contra a economia popular e formação de quadrilha.

Ontem, agentes da DCAV, prenderam dois apontadores de “jogo do Bicho” que atuavam no centro da cidade, um na Rua Gomes Freire, esquina com Riachuelo e outro na Rua Marechal Floriano, na altura do nº 44. O primeiro, identificado como Márcio Cardoso Saturnino, que fazia seus jogos através máquina semelhante a de cartões de crédito.

Com ele ainda foram arrecadados vários comprovantes de apostas conhecidas como pule, um bloco de anotação, a quantia de R$ 400,45,  e  três rolos de papel para utilização na máquina. Márcio, ao ser indagado, afirmou trabalhar como apontador do jogo do bicho há alguns meses, informando já ter sido autuado pela mesma contravenção junto a 4ª DP neste ano.

Já o segundo, identificado como Dalmo Marcondes, estava sentado em uma cadeira com um bloco de apostas de jogo do bicho em suas mãos. Durante a abordagem ao indivíduo, este afirmou ser apontador. Com ele foi arrecadado blocos para apostas, resultados do jogo, carimbos e pules, além da quantia de 366 reais. Ambos foram autuados em flagrante pela contravenção do jogo do bicho, crime contra a economia popular e formação de quadrilha.



..:: Voltar ::..

Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro - 2009

Rua da Relação, 42 - Centro - Rio de Janeiro / Atendimento: 2332-9751 / 9844 / email: ascompcerj@gmail.com / Assessoria de Comunicação: 2332-9930