Site oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Chefe de Polícia recebe em seu gabinete mãe de menino que morreu após ser espancado pela babá

Mãe da vítima quis agradecer pessoalmente à chefe de Polícia e aos policiais que participaram da prisão da criminosa, no último dia 6

15/6/2012 - Samara Melo

A chefe de Polícia, delegada Martha Rocha, recebeu no seu gabinete, nesta sexta-feira, a mãe do menino Pedro Fabbri, Isabel Christina Santos Pinheiro Fabbri, que morreu em 2005, após ser espancado pela babá. A mãe da vítima foi pessoalmente agradecer o trabalho da Polícia Civil na prisão de Silvia dos Santos, na última quarta-feira (06/06), por policiais da 62ª DP (Imbariê), no Paraná.

Participaram também do encontro a diretora do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Tércia Amoedo, os policiais que realizaram a prisão e os delegados da unidade, Hilton Pinho Alonso, titular, e Ângelo Lages, adjunto, além das mães do Movimento Anjos pela Paz, formado por mulheres que perderam os seus filhos de forma violenta ou que estão desaparecidos. “Nós estamos aqui agradecendo à delegada Martha Rocha e aos policiais envolvidos na prisão daquela mulher. Eu peço às outras mães que, assim como eu, não desistam, que façam a denúncia. Estamos melhorando, a Polícia está cada vez mais bem equipada e preparada para prender essas pessoas”, ressaltou Isabel.

Martha Rocha aproveitou para ressaltar que a Polícia Civil não esquece nem abandona os casos e que as famílias devem denunciar ao tomarem conhecimento de agressões que crianças estejam sofrendo. “Nenhum caso é esquecido. Nós às vezes não conseguimos chegar à autoria do crime no tempo em que queremos. Quero dizer para todas as mães que a Polícia Civil não esqueceu e nem desistiu dos casos e continua investigando. Às vezes a família, no sentido de proteger as crianças, não denunciam os fatos e o que nós pedimos é que essas pessoas não tenham medo. O silêncio gera a impunidade”.

 

Como foi o crime:

 

Em 2005, após estranhar as marcas que começaram a surgir no corpo da criança, a família de Pedro Fabbri conseguiu gravar um vídeo, onde flagrou a criminosa maltratando o menino, que acabou falecendo em razão de uma lesão no pâncreas. Silvia dos Santos foi presa no município de Matinhos, onde morava com a filha de 22 anos. No momento da prisão ela ainda tentou dizer que era outra pessoa, mas logo acabou assumindo sua identidade.

Clique para ver outras imagens



..:: Voltar ::..

Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro - 2009

Rua da Relação, 42 - Centro - Rio de Janeiro / Atendimento: 2332-9751 / 9844 / email: ascompcerj@gmail.com / Assessoria de Comunicação: 2332-9930