Site oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Policial reformado acusado de estupro é preso em Realengo

10/9/2009 - ASCOM/PCERJ

Thays Martins

Acusado de abusar sexualmente de duas mulheres de 25 anos e uma jovem de 14 anos, o cabo reformado da Polícia Militar, Eledilson Corrêa de Souza, de 43 anos, detiveram nesta quinta-feira por policiais da 33ª DP (Realengo). De acordo com o titular da unidade, delegado Pedro Paulo Pinho, o criminoso agia armado e obrigava suas vítimas a entrar em seu veículo, um Fiat Marea, e as conduzia a uma residência, que segundo as moças, havia apenas um colchonete e pouca mobília.

Segundo o delegado, Eledilson iníciou à série de crimes, na última terça-feira (08/09), quando abordou a sua primeira vítima, uma frentista de 25 anos, na Rua Almeida e Souza, próximo a comunidade Vila Brasil, no bairro Mallet, Zona Oeste. A jovem conseguiu se livrar do criminoso, dizendo que precisava trabalhar e que pensaria sobre a proposta sexual feita por ele.

No mesmo dia, à noite, na Rua Piraquara, em Realengo, o criminoso abordou uma menor de 14 anos. Eledilson obrigou a menina a manter relações sexuais com ele, e a ameaçou dizendo conhecer sua mãe e padrasto. Após o ato, libertou a vítima em uma praça. A família da adolescente a levou para o Hospital Maternidade Alexandre Fleming, em Marechal Hermes, onde foi examinada e medicada.

A última vítima, que é conhecida de Eledilson, abordada por ele na manhã de hoje e também frentista e colega da primeira jovem, conseguiu fugir da investida dele. O criminoso chegou apontar uma arma para ela. A jovem conseguiu se refugiar na sua casa, próxima do local da abordagem.

Na residência dele, localizada na Travessa Dona Jovem, em Magalhães Bastos, na Zona Norte, os agentes apreenderam o veículo utilizado nos crimes, e um chinelo enrolado por um moleton, simulando o formato de uma pistola, que uma adolescente reconheceu como a “arma” que lhe foi apontada por Eledilson.Na delegacia, o bandido foi reconhecido pelas três vítimas.

O delegado explicou que, como não houve flagrante, vai ser pedida a prisão preventiva de Eledilson, contra quem ainda existe a suspeita de ter atacado outras mulheres no bairro de Marechal Hermes, crime investigado pela 30ª DP.



..:: Voltar ::..

Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro - 2009 - Rua da Relação, 42 - Centro - Rio de Janeiro

Central de Atendimento ao Cidadão - tels.:(21)2334-8823 / 2334-8835 / Chat: https://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br.