PALÁCIO DA POLÍCIA


Atual sede do Museu da Polícia Civil

       Conhecido durante setenta anos como o prédio da "Polícia Central" e a partir de 1978 como "Prédio Velho" foi inaugurado em novembro de 1910 para sede dos serviços centrais da Polícia Civil do Distrito Federal, compreendendo a Chefatura de Polícia, as Delegacias Auxiliares (especializadas), a Polícia Técnica, o embrião da Escola de Polícia, do Museu e da administração geral.

A nova sede foi planejada em um momento de modernização do tabalho policial brasileiro quando, seguindo-se padrões já em uso na Europa, procurou-se dar relevo a investigação criminal com apoio dos recursos oferecidos pela ciência e tecnologia.

Como sede da Polícia da Capital desde os primeiros anos da República, fatos marcantes da vida da nação e seus personagens tiveram relação com as atividades execidas nas suas dependências, quer de natureza política, tais como agitações políticas, revoluções, hostilidade dos países do Eixo e declaração de guerra, quer de natureza social envolvendo delinqüência, costumes e religiosidade, ou de natureza econômico-financeira no que tange as grandes fraudes e sonegações.

O Chefe de Polícia, cujo gabinete se localizava no 2o andar, com status de ministro de Estado, era auxiliar da escolha e inteira confiança do Presidente da República, com quem mantinha estreito relacionamento e prestava permanente assessoramento.

O imóvel histórico representa um dos mais belos exemplos da linguagem eclética da Arquitetura do Rio de Janeiro, projetado e construído no início do século XX e inaugurado em 05 de novembro de 1910. Não bastasse a sua imponência volumétrica através do vocabulário arquitetônico do mais puro gosto eclético francês, recebeu a assinatura de paternidade de um dos mais destacados arquitetos do início do século XX, Heitor de Mello, que a partir da criação de um projeto com a imagem sofisticada de belle époque da sociedade carioca, engajou-se na atitude política do então governo da Capital Federal, no sentido de mordenizar, embelezar e sanear a Cidade do Rio de Janeiro.